Eventos e novidades da WePlay Holding para 2021 e além!

eSports sem fronteiras: como Oleg Krot e Yura Lazebnikov construíram uma empresa internacional com raízes ucranianas

14 de Dezembro de 2020
Intuições 14 min read

Os eSports suportaram os tempos difíceis do início da pandemia e agora estão indo para o lado oposto: expandindo e capitalizando. A gestão dessas marcas pode ajudar a descobrir esses mercados internacionais e as possibilidades são infinitas.

As Olimpíadas – e a maioria dos outros representantes de eventos esportivos – sofreram atrasos e cancelamentos por causa da pandemia do Covid-19, fazendo com que muitas marcas internacionais perdessem grande parte do dinheiro investido. Contudo...

Os torneios online estão reunindo cada vez mais espectadores, e arenas para esses jogos estão aparecendo em todo o mundo; mesmo com o distanciamento social, os esportes eletrônicos conseguiram se adaptar e superar desafios. E mais do que isso, os mercados e as grandes marcas estão dirigindo-se para uma ideia de capital: "Esta indústria não será parada".

Tradicionalmente, a maioria dos eventos de eSports tem capitalizado por causa de sua alta contagem de espectadores. Patrocinadores são o óleo que faz o motor avançar sempre adiante; com uma marca internacional pagando para promover seu produto através de uma base de espectadores comprometida, os eventos continuaram sendo cada vez mais elaborados, o que atraiu mais espectadores, atraindo mais patrocinadores. É um ciclo sem fim. A mesma lógica se aplica jogos eletrônicos; jogos são a maior indústria do mundo por sua facilidade de acesso e hype coletivo. Essa fácil acessibilidade se solidificou ainda mais quando as pessoas estavam isoladas em casa, incapazes de chamar seus amigos para ir jogar futebol. Bom, o futebol virtual é uma boa alternativa; e essa linha de pensamento pode ser aplicada em praticamente qualquer coisa. Até o xadrez, um jogo antigo e complexo, tem recebido muita atenção devido tanto à extensão dos eSports (e xadrez tem um ambiente competitivo online) quanto à série "Gambito da Rainha" (excelente!) da Netflix; e a partir disso, os torneios de xadrez estão sendo muito mais apreciados do que eram há dois anos, com aquele produto único de uma grande marca. Parece loucura, mas sites que vendem produtos e serviços relacionados ao xadrez estão em disparada no momento. Esse é o valor de uma gestão de marca bem feita: você pode também surfar uma onda similar.

Outra coisa que faz dos eSports um ótimo nicho para gestão e venda de um produto é o fato de que a maioria da base dos espectadores também é a base de jogadores. Isso faz o consumidor parte do jogo! A mesma pessoa que vê um jogador profissional usar uma "Coca-Cola Gun" é capaz de usar a mesma "Coca-Cola Gun". Isso faz com que o logotipo da Coca-Cola (por exemplo) viaje através das fronteiras, já que a pessoa que era alvo do merchandising tornou-se um vendedor, criando outros alvos, e por aí vai; o grupo de produtos está disponível para muitas pessoas. Fácil, não? Quem precisa de publicidade invasiva com vergonha alheia quando você tem acesso a esse tipo de estratégia de mercado tão sólida? (Bom, muitas pessoas ainda investem nisso, mas as listas estão diminuindo).

from

O mercado responde a essas gestões de marcas complexas criando negócios que ajudam as pessoas a se conectar com planos de marketing: que a indústria está praticamente sem fronteiras e capacidade de crescimento quase infinita. Você tem a opção de investir em times, torneios, jogadores, jogos em si, plataformas, formas de jogar... Verdadeiramente ilimitadas. Como o futebol era o assunto em todo o mundo anteriormente, agora o jogo tomou seu lugar, divulgando informações tanto jogando como assistindo. A desvantagem de um esporte físico deixam os jogos virtuais ainda mais à frente, e com tantas possibilidades de negócios e maneiras diferentes de exibir sua marca da melhor forma possível, mostrar sua logo em um torneio TeamFight Tactics tem praticamente o mesmo impacto de vincular sua imagem da empresa a uma liga de futebol. Potencialmente maior. Pelo seu design, os jogos serão eventualmente maior do que qualquer outra coisa.

O inglês é o principal idioma de comunicação em qualquer negócio, especialmente através da internet, e nos eSports isso não difere, mas existem escritórios focados em jogos em muitas regiões do mundo, criando oportunidades para marcas locais se tornarem marcas internacionais. Empresas que normalmente teriam problemas para atingir o público da geração Y e Z através de estratégias regulares de marketing, agora podem oferecer seus produtos em um mercado internacional criado e expandido pelos eSports. É ótimo para a gestão da marca: você chega a um mercado que não pode de outra forma com o mesmo esforço que você faria em seu mercado regular e cotidiano. Em termos de público-alvo, seu serviço ou produto será bem conhecido além das fronteiras imaginadas. A maioria dos times de eSports de hoje são feitos em forma de franquia: uma marca representando o próprio torneio com seus jogadores, apresentadores, streamers e afins. Dentro desse ponto, podemos ter uma ideia de quantas marcas são impactadas nessas ideias de marketing: em 2017, uma única franquia norte-americana de League of Legends poderia ser comprada por 10 milhões de dólares. Qualquer marca representada nesse torneio é muito conhecida entre jogadores de eSports, não apenas nos EUA. O valor gerado dessa forma é realmente incrível.

Os eSports podem passar por muitas áreas diferentes. Um pequeno exemplo disso: em 2020, Fortnite permitiu shows virtuais de diferentes bandas do mundo. Mais de 20 milhões de espectadores (e jogadores), da China ao Brasil, assistiram a esses shows. Sua receita era tão alta que muitas estrelas do pop estão realmente se aprofundando não apenas na exposição virtual, mas na exposição nos jogos: interpretando personagens nos jogos. Consegue imaginar quantas fronteiras são atravessadas através disso? Uma pessoa na América Latina que não conhece músicas pop está jogando com alguém representando um Pop Star Sul Coreano famoso. As conexões estão realmente além de qualquer limitação física; para nós que crescemos pensando que nunca falaríamos com alguém tão longe, agora podemos não só falar, conhecer e comprar, mas também "imitá-los" online.

Na Ucrânia, um único jogador de Counter Strike: Global Offensive tornou-se uma marca. "s1mple" foi o melhor jogador do mundo por um longo tempo, e um dos maiores de todos os tempos. Sua marca é fortíssima e mostra como o mercado ucraniano é promissor nos eSports.

Investimentos foram feitos em empresas da Ucrânia, e novas companhias surgiram - tanto em decorrência do sucesso quanto a partir de ideias promissoras. Uma dessas empresas do último caso é a WePlay Esports. Com o objetivo de organizar e transmitir torneios de e-sports, a empresa utiliza uma ideia coerente com soluções tecnológicas para se tornar uma marca internacional.

Ser capaz de ver e usar uma logomarca (como exemplo) ao mesmo tempo em que promove outra marca também é a base do WePlay Esports. Em um só site, você pode assistir, aprender E AINDA jogar seu jogo favorito, o que é divertido, e as empresas podem mostrar seus projetos através dos jogos e das marcas que têm um representante nesses torneios, e esse tipo de relação de benefício mútuo está disponível para qualquer país, qualquer região – e isso é mais que divertido, isso é lucrativo. A maioria das marcas internacionais já se desenvolveu no e-commerce também, então a audiência online é interessante até mesmo do ponto de "mercado de ação": o espectador terá a opção de se tornar consumidor para um produto instantaneamente apenas por andar por aí e assistir a alguma TV (online).

from

Para explicar tudo, uma entrevista com os fundadores da WePlay Esports explica melhor qual é o objetivo da empresa, como a indústria de e-sports está se desenvolvendo e como ela pode fazer melhor do que as competições tradicionais – os fundadores da WePlay Esports e da TECHIIA International Holding contaram na primeira edição da revista Forbes Ukraine.

from

Por que a indústria de eSports é fundamentalmente diferente dos esportes regulares?

Oleg Krot, sócio-executivo da WePlay Esports:

– Devido à inovação e tecnologia, os e-sports têm muitas vantagens em relação aos esportes tradicionais. Treinos normais podem não estar disponíveis para pessoas com necessidades especiais. Às vezes, a forma física original, que não pode ser alterada, interfere. Por exemplo, a altura de um atleta.

Nos e-sports, as pessoas podem competir em diferentes partes do mundo sem precisar sair de casa. Portanto, o público está crescendo continuamente, e é mais acessível do que nos esportes tradicionais.

O que a WePlay Esports faz? O que diferencia a empresa dos concorrentes na Ucrânia e no mundo?

– A WePlay Esports está construindo um ecossistema que inclui coisas tradicionais e inovadoras. Realizamos torneios, cobrimos eventos do nosso próprio estúdio, usando a Realidade Aumentada e outras tecnologias modernas, e criamos software para organizar competições. Estamos construindo arenas de eSports em todos os continentes, exceto na Antártida.

Trabalhamos com o público de mais de um país ou uma língua, e vemos os eSports do futuro como uma única indústria global. Essa abordagem é a base para o nosso crescimento, que distingue o WePlay! Esports da maioria das empresas de eSports. Acreditamos que uma organização só pode ser bem sucedida nesta área se ela, como os próprios eSports, não tiver fronteiras.

from
from

Quais são as principais fontes de renda para um organizador de torneios?

Yura Lazebnikov, sócio-executivo da WePlay Esports:

– Antes de tudo, o patrocínio e a venda dos direitos de mídia para transmitir os torneios. Além disso, num futuro próximo, planejamos lançar projetos mais ambiciosos e emocionantes para os usuários do WePlay! Tournament Platform, que gera renda através de assinaturas premium.

Um dos tipos de renda são diversos contratos para a organização de torneios, transmissões e consultoria nessa área.

Quais são os planos da empresa na Ucrânia? O que a empresa fará no exterior?

– Na Ucrânia, nos concentramos principalmente na P&D, e produzimos conteúdo focado nos fusos horários europeus. Planejamos aumentar o número de desenvolvedores, abrir novos estúdios e continuar a desenvolver o centro de nossa infraestrutura europeia aqui.

Nossos objetivos internacionais incluem, dentro do possível, estar presente em todas as regiões amplas e economicamente desenvolvidas. Isso vai se provar não só em ligas internacionais, mas também em produtos confiáveis focados nos mercados locais.

Nós temos ideias, desejos e recursos para surpreender o público de Los Angeles até Xangai, para atrair muito dinheiro, grandes nomes e marcas para os e-sports. Como pode notar, o ritmo só vai crescer.

from

Geração de valor e presença de marca online e novos desafios

Esta entrevista mostra o principal produto e objetivo do negócio: conectar o rápido crescimento e o marketing gratificante dos eSports com as possibilidades de mercado que uma empresa internacional pode oferecer. Notavelmente, o Sr. Krot fala sobre como as ideias tradicionais – como palcos, entradas, visual – ainda tem sua parte na criação da marca; no entanto, essas questões tradicionais são mais que possíveis para adaptar e concatenar com conceitos inovadores.

É um plano ambicioso: criar arenas e softwares para unir atletas cibernéticos e empresas envolvidas, a fim de um reunir público na mesma base que as empresas de streaming. As explicações do Sr. Lazebnikov relatando que a renda surgirá tanto dos patrocínios dos torneios quanto das adesões pagas; ambas as formas recompensando os atletas, fortalecendo suas próprias estratégias de branding; e, em seguida, eles podem carregar o nome da WePlay Esports para todas as áreas do mundo. É uma situação em que todos ganham, com certeza.

from

Imagine se sua logo estivesse conectada a alguém que jogava extremamente bem em uma liga de futebol: essa extensão da marca valeria milhões de dólares. É o mesmo sentido de investir em eSports, mas com muito mais acessibilidade e um público praticamente ilimitado. Também é possível conectar sua logo com um torneio, chamando toda a audiência para criar consciência da marca; Esports permitem torneios de todos os tamanhos de todos os países, facilitando a entrega ao seu público-alvo. A marca pode ir até mesmo seguir em pequenos passos, como unir um produto ao invés do seu negócio. Isso ajuda a criar uma estratégia que faça o mercado vincular seu produto ao seu nome inicialmente, e depois ir para o outro lado com outros produtos.

Se pensarmos sobre como o e-commerce começou e o quanto ele cruzou fronteiras para a presença global no cotidiano, ele diz muito sobre o quanto as marcas estão investindo cada vez mais no mercado online. O e-commerce, assim como os eSports, tem muitos pontos positivos se comparado ao mercado tradicional: desde o valor da marca criada por manutenção de baixo custo até o crescimento ilimitado da marca facilitado por um mercado internacional, sendo uma extensão fácil da marca e um projeto simples de começar a partir de zero. Esse é o caminho que a marca dentro dos eSports está passando.

Quando conectamos as informações de que o cliente é o consumidor e um jogador com a velocidade que o negócio de eSports está crescendo, não é uma surpresa ver muitos grupos de produtos na mesma agenda de marketing. Através da internet e de um bom serviço, vemos que os jogadores profissionais são uma marca em si, mas também usam sua influência para representar várias outras marcas; o mesmo acontece com o jogador casual. Permitir que esse jogador casual seja um participante deste motor é o que realmente surpreende na WePlay Esports.

from

Culturas diferentes precisam de diferentes abordagens de negócios, mas quando você pensa em eSports, todo mundo tem pelo menos um hobby: jogar. Desse ponto em diante, os clientes terão algo em comum para falar. É como quebrar as paredes culturais para unificar as pessoas com uma única ação de marketing. O processo de criação de valor fica mais simples quando comparado ao mercado tradicional e esportes habituais.

No final das contas, é fácil entender por que a WePlay Esports existe e porque se tornou uma marca internacional. Com suas raízes profundamente focadas na qualidade do produto e na inovação, a WePlay se destaca dos competidores (fato divertido: criando torneios, que também são uma forma de competição!). Sua marca já atingiu muitos países, e com um projeto sólido explicado por seus executivos de Nível C, tem o objetivo de ser a marca número 1 do mundo em termos de eSports. Como um mercado com vasto potencial de crescimento e com a globalização dominando cada vez mais rápido, fica difícil imaginar a WePlay Esports fora de qualquer mercado online no mundo.

Nunca haverá uma empresa para substituir (ou tomar a maior parte de mercado) da marca mais solidificada em relação ao eSports no momento: existe espaço de mercado suficiente para todos. Mas as ideias inteligentes e inovadoras podem tomar seu lugar como o que o público quer ver e experimentar, significando que, em prazos mais longos, apenas assistir pode não ser mais suficiente. As demandas do mercado podem ser muito rigorosas para qualquer plataforma nova, portanto, coisas como ser capaz de se envolver tanto como público quanto como jogador são muito tentadoras. Imagine jogar futebol com seus amigos, ser representado por uma marca e transmitido para qualquer canto do mundo, enquanto pessoas que você conhece fazem o mesmo. Todos podem assistir e podem ser alcançados.

E no que diz respeito ao mercado, a WePlay Esports ser marca internacional é um grande passo para a confiabilidade e investimentos. Num canto da Ucrânia, dois empreendedores criaram uma marca sólida e resiliente, tornando-se global com planos de expandir ainda mais seus serviços. É assim que os eSports removem fronteiras e limites, e seu trabalho é a prova de que o mercado ainda tem muito a crescer. Estávamos dispostos a acreditar que a Copa do Mundo é o maior evento esportivo do mundo; bem, no que diz respeito à nova geração, poderia ser uma copa online de jogos.

Resumindo, eSports é um mercado de entretenimento completo e ilimitado; seu potencial levou muitas equipes de marketing a desenvolver sua gestão de marca inteiramente sobre ela; projetos bem-sucedidos valem bilhões de dólares; é muito acessível, pois você pode entrar nesse mercado de qualquer lugar através da internet, sem ter que estar fisicamente lá; não conhece os mesmos limites que os esportes tradicionais trabalham, fazendo com que essas decisões deixem a marca voar ainda mais alto; a globalização diz que não importa sua origem, seu tamanho e seu gênero, você pode ser um participante desse mercado; e dois trabalhadores e sonhadores da Ucrânia tornaram possível expandir muito além disso criando uma empresa internacional de sucesso que faz exatamente o que estou fazendo neste texto: resumir todos os benefícios em um serviço.

from

A gestão de marcas no cenário dos eSports requer investimento e trabalho duro. Há muitos mercados, muitos produtos, e enquanto as marcas estão sendo pesquisadas com sucesso, uma ferramenta poderosa é necessária para ter o efeito que você deseja. O mercado virtual não está mais apenas enviando um par de e-mails. Marketing digital é muito além disso. As campanhas precisam ser recorrentes, a experiência do cliente deve ser ótima, a estratégia tem que ser feita de uma forma que o seu negócio não deixa dúvidas. Criar uma empresa nesses termos é quase impossível sem ajuda.

Manter a imagem da sua marca e enviá-la para diferentes mercados internacionais também pode ser difícil. Felizmente, a WePlay Esports está direcionada para marcas e mercados internacionais, e é a promessa de entregar sua marca em todo o mundo e sem fronteiras. Seu produto será oferecido na China mesmo que seja de algum lugar muito distante, com culturas muito diferentes. Dessa forma, você pode quebrar recordes e participar da expansão do mercado que cresce cada vez mais, tornando-se uma marca global e mantendo-se na mesma página junto à maior marca que você pode pensar. A geração de valor nesse mercado é algo que um consumidor tradicional nunca pensaria. Um consumidor que usará seu logotipo como grafite em jogos de tiro.

Os e-sports podem mostrar sua logo de maneiras diferentes, mas com a WePlay Esports isso expandiu ainda mais.

A WePlay Esports pode ajudar sua marca a mudar perspectivas, sintonizar-se com a indústria de crescimento mais rápido do mundo, levar sua marca para mercados internacionais, tornar seus produtos conhecidos em qualquer lugar e ajudar sua estratégia de marketing a alcançar muito além de seus objetivos. A pergunta restante é: você está preparado?

Traduzido por Caio Oleskovicz