Oleh Humeniuk, Gerente Geral da WePlay Esports, e Anton Gribovskiy, Vice Presidente de Vendas e Marketing da WePlay Esports

A WePlay Esports demonstra rapidez e flexibilidade contra a COVID-19. Dois torneios e dois sucessos em dois meses

15 de Dezembro de 2020
Insights 6 min read

Oleh Humeniuk e Anton Gribovskiy falaram sobre o sucesso da WeSave! Charity Play e WePlay! Pushka League Season 1 na ESI Digital Summit.

Como criamos uma maratona de eSports beneficente em 16 horas e fazemos uma liga de eSports com a duração de 23 dias de sucesso?

A WePlay Esports sabe a resposta para esta pergunta. E compartilhamos nossa experiência na ESI Digital Summit, uma conferência internacional de negócios de eSports. Durante dois dias, de 26 a 27 de maio, foram discutidos os temas mais quentes da indústria.

A pandemia chocou a todos, mas os eSports não foram tão afetados por seu impacto negativo. Nossa criatividade e nossa capacidade de resposta ajudaram a WePlay Esports fazer torneios de qualidade mesmo durante a quarentena, disse o Gerente Geral da empresa Oleh Humeniuk e VP de Vendas e Marketing Anton Gribovsky.

Oleh conheceu o público de todas as complexidades do Torneio WeSave! Charity Play: como o criamos excepcionalmente rápido e como conseguimos reunir talentos (comentaristas e apresentadores) exclusivamente com entusiasmo. Anton falou sobre a nova Liga Dota 2 - WePlay! Pushka League Season 1.

"Temos o prazer de compartilhar nossos conhecimentos, especialmente nos tempos difíceis de agora. Ao fazer o que amamos, transformamos desafios e complicações em novas oportunidades. Afinal, arrecadamos fundos para lutar contra o coronavírus para pessoas em todo o mundo. Em essência, estabelecemos uma nova liga para o Dota 2 e provamos a maturidade dos eSports como uma indústria", diz Oleh Humeniuk, Gerente Geral da WePlay Esports.

WeSave! Charity Play: cada hora importava

Pandemia, quarentena e fechamento de fronteiras - somente agilidade, criatividade e flexibilidade poderiam lidar com esses fatores. O objetivo era significativo - realizar um torneio de eSports beneficentes para coletar doações para combater o coronavírus. E a análise mostra que tudo funcionou.

A decisão de realizar o evento para a criação do conceito levou 10 horas. Tivemos apenas 7 dias para aperfeiçoar nosso conceito antes do primeiro dia de transmissão ao vivo. Desde o momento em que convidamos os talentos para apoiar o torneio, até seu desembarque em Kyiv, demorou 12 horas, e 12 horas após sua chegada, as fronteiras e os voos internacionais foram fechados. Como resultado, 24 equipes brilhantes, 41 talentos, e 188 mil dólares foram doados.

Nosso Gerente Geral trabalhou como motorista

A extrema velocidade de organização exigiu soluções extremas. Como o torneio era caridoso, os talentos tinham que trabalhar pro bono. A única coisa que a WePlay Esports podia prometer era hospitalidade de alto padrão. A flexibilidade durante uma pandemia foi nosso principal desafio porque sua organização foi construída principalmente com base na confiança total, antes de trabalhar com essas equipes ter sido apenas remoto. Em uma noite, conseguimos recrutar e comprar ingressos e, em prol de um objetivo comum, todos agiram como "para si mesmos e para aquele cara".

"Quando o transporte por toda a Ucrânia foi paralisado, os talentos de Kherson e do Dnipro tiveram que ser conduzidos por carros. E eu fui o motorista que os entregou no estúdio de Kyiv", diz Oleh Humeniuk, Gerente Geral da WePlay Esports.

E quanto à segurança?

Estas foram as primeiras semanas do lockdown aqui. Não houve pânico, mas todos compreenderam o risco. Portanto, durante todo o torneio, fornecemos a máxima segurança aos apresentadores e à equipe. Todos os requisitos foram cumpridos, mesmo quando as máscaras e os anti-sépticos estavam em falta no mercado. Havia também apoio médico.

O desafio da caridade

Outro desafio era encontrar o mecanismo mais preciso e compreensível para a captação de recursos. A única maneira de fazer isso foi desenvolver nosso próprio software, que também completamos com sucesso.

"O projeto se tornou um sucesso. WePlay! Charity Play se tornou o melhor torneio da atualidade. Conseguimos reunir as melhores equipes e organizar um show decente. O Esports provou ser uma indústria de pleno direito que está pronta para aceitar desafios e ajudar a sociedade", acrescenta Oleh Humeniuk, Gerente Geral da WePlay Esports.

from

WePlay! Pushka League. O torneio mais longo, nosso próprio Dia da Marmota*

Menos de um mês depois, a primeira temporada do novo WePlay! Pushka League começou - o torneio mais longo da história de nossa empresa. Durou 23 dias. Conseguimos criar algo de nicho e completamente novo: uma imagem dos ambientes da Ivy League nos eSports. Foi muito contrastada em comparação com a WeSave! Charity Play, mas isto foi tanto um truque quanto um desafio.

Alguns membros da equipe brincaram que o torneio era semelhante ao Dia da Marmota, mas conseguimos mudar, adaptar e criar rapidamente um produto único. A competição contou com a participação de 22 equipes da Europa e da CEI, entre elas também os campeões e vice-campeões do The International 2019, assim como vários campeões de outros grandes torneios internacionais.

"Você nunca deve parar no resultado alcançado. Ter uma maratona de caridade bem sucedida? Muito bem feito, super, continue assim. Assim fizemos, e muito rapidamente organizamos o torneio mais longo da história da WePlay Esports", diz Anton Gribovskiy, Vice Presidente de Vendas e Marketing da WePlay Esports.

Totalmente online

A pandemia já estava em pleno andamento, e a única opção para nós era a transmissão em estúdio. Era com isso que os fãs, os jogadores e as equipes do Dota 2 estavam contando durante o período de quarentena. Isto foi possível graças a uma preparação cuidadosa. Ao mesmo tempo, mantivemos e cumprimos todas as obrigações para com os patrocinadores e parceiros. O programa se tornou vívido graças ao design e aos detalhes no estúdio, embora seja difícil encontrar todos os adereços no modo de quarentena. Naturalmente, isto não teria sido possível sem grandes soluções de AR. Avalie nossos resultados por si mesmo.

"A louca mistura de partes de diferentes mundos que recriamos está em nosso DNA. Combinamos a história clássica com o mundo dos esportes eletrônicos. E o mais importante, pudemos realizar nossa ideia de design nos mínimos detalhes. Foi espetacular", comenta Anton Gribovskiy, Vice Presidente de Vendas e Marketing da WePlay Esports.

Os espectadores avaliam o resultado

A WePlay! Pushka League recebeu um grande número de opiniões de espectadores americanos e mostrou qualidade sob circunstâncias difíceis. O torneio foi oficialmente coberto por estúdios e comentaristas independentes em russo, inglês, ucraniano, chinês, português, polonês, turco, francês, alemão e espanhol. A Reuters, Forbes e outros meios de comunicação líderes de muitos países escreveram sobre o torneio.

from

Total: durante pouco mais de dois meses, a WePlay Esports conseguiu realizar dois torneios completamente diferentes. Isto não é tão fácil para uma equipe localizada em dois continentes.

from

Ao mesmo tempo, ninguém havia cancelado o lockdown. Tudo foi possível graças à abordagem de 360 graus - este é o desejo de unir diferentes partes do mundo em torno do amor ao eSports. E este desejo é realizado por estar em cinco partes do mundo, com cinco arenas, cinco escritórios, através de cinco idiomas, e uma grande equipe. O risco de coronavírus e perda financeira é alto, mas um desafio ainda mais significativo é agarrar a oportunidade. Este valor nos uniu durante a crise - e tudo foi bem-sucedido porque cada participante é um elo valioso nestes torneios.

(*nota do tradutor: O "dia da marmota" se refere a uma tradição norte-americana e é assunto do filme "Feitiço do Tempo", onde o protagonista acorda todos os dias no mesmo dia - precisamente, no dia da marmota. A expressão é utilizada, no nosso caso, para evidenciar situações que se repetem continuamente. Essa nota existe porque este tradutor não fazia a menor ideia disso, mas agora nós já sabemos)

Traduzido por Caio Oleskovicz